Arquitetura & vinícolas. Homenagem à Niemeyer.

Foto: David Martínez

Um dos grandes legados do arquiteto foi atrair olhares estrangeiros  para a sua nação, o que sem dúvida contribuiu para a construção positiva da imagem do Brasil no exterior. As vinícolas, normalmente situadas em locais distantes dos centros urbanos, onde a natureza é generosa, compreenderam muito bem o efeito Oscar. Entenderam que um projeto arquitetônico bem feito é uma poderosa arma estratégica para propagar suas marcas e atraírem olhares curiosos, ou seja, clientes.

Em homenagem a Niemeyer, viaje aqui por 4 projetos que adoro e que são assinados por grandes arquitetos. Há muitos outros, inclusive com compromissos sustentáveis, mas isso é tema para um outro post!

1. Marqués de Riscal (Espanha – Rioja) 

(Foto acima)

Uma das primeiras bodegas a se apropriarem dessa estratégia. Contratou nada menos que Frank Gehry logo após ter concluído o Museu Guggenheim de Bilbao, aproveitando o falatório (positivo) sobre o arquiteto naquela época.

2. Petra (Itália – Toscana)

Foto: Marie Rogi

O arquiteto suíço Mario Botta trouxe para a Toscana alguns elementos do San Francisco Museum of Modern Art, projeto que também saiu da sua prancheta.

3. Ysios (Espanha – Rioja) 

Foto: Chancha S. Ulloa

Santiago Calatrava, criador da cobertura da 80 South Street (NY) e da nova estação World Trace Center Transportation Hub (NY) é o responsável pelo projeto dessa linda paisagem que se assemelha à uma obra de pixel art.

4. R. López de Heredia Viña Tondonia (Espanha – Rioja)

Foto: retirada do site da vinícola

Nessa vinícola o passado encontra com o presente por meio do projeto criado pela super iraquiana Zaha Hadid. Em 2008 a arquiteta ocupava a 69a posição do ranking das mulheres mais poderosas da Forbes. Em seu portofólio há muitos lindos trabalhos, dentre eles está o Olympic Aquatics Centre em Londres e o MAXXI Museo nacional dele arti del XXI decolo em Roma.

5. Château Cheval Blanc (França – Bordeaux)

Foto: www.architecturenewsplus.com

O arquitecto Christian de Portzamparc que possui um vasto portifólio de trabalhos, dentre eles a Cité de la Musique, em Paris, foi privilegiado por ser o escolhido para a elaboração desse projeto: trazer um ar moderno para essa vinícola com vasta história e inquestionável estatura (estamos falando de um Premier Grand Cru Classé).


Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.