Barbera é legal.

www.baccos.com.brNão existe só Pinot Noir nessa vida. Se a ideia é baixar o corpo do vinho e aumentar o frescor para as noites mais quentes, abra a cabeça e explore. Até porque, ando provando muito Pinot estilo Brutus do Popeye. A minha dica é: Já experimentou a Barbera? Dentre as uvas italianas ela não desfila entre as mais célebres. Nem por isso deixa de lado a animação italiana. É cultivada em poucas regiões do país e a região do Piemonte é reconhecida pelos seus exemplares. Acho essa garrafa uma alternativa com muito alto astral, mesmo sendo um vinho tinto. É um estilo de tinto diferente que merece ser conhecido.

Provei um Barbera gostoso na semana passada. Foi Flávio Ghirotti que me mostrou, o sommelier da Bacco’s – onde ando passando dias divertidos nos últimos tempos. Durante a degustação de lançamento do livro “100 uvas, 365 vinhos” escrito pelo Táki Athanásios Cordás e Alexandre Tróia Menezes da Silva, resolvi dar exclusiva atenção ao Briccotondo 2013 da vinícola Fontanafredda. No início herbáceo no nariz. Na boca, o corpo médio não pesa. A acidez vibrante convive bem com os taninos. Fiquei com a taça na mão e fui fazer outras coisas. De repente o líquido se transformou. As frutas vermelhas apareceram e me fizeram lembrar aquela frutinha, a Amarena. Curioso? Eu sei que tem na loja online da Bacco’s aqui. Não vi quantas garrafas ainda estão dispíveis na adega, então não marque bobeira #ficaadica.


Leave a reply